2022 All rights reserved - translateasy.com

Venoza-Sonhos (Lado B) Lyrics(English Translate)

English Lyrics

[Intro] I present to you ... César MC! Hey, Curitiba! [Verse 1: César MC] Shit, I'm still in my room Letter after letter, writing until a heart attack I make the square a stage, so screw it If there's something within my reach, then I'll do Achievement that fails, flash in the pan, money In the look of the crown: "Don't let me down" Microphone? In the street Deodorant at home Training and launching myself on a flight without a wing Because if I fail here, frustration will trigger My gift's plan dies, bring support to my family It will remain the "I knew" "I warned you, it was utopia", "I warned ... life is cold!" "Has neither dream nor magic" Just work, don't trust! Microphone? Fantasy Hope in "who would say" turned into memory, agony The idea that I could become "well they told me” Fairy tale, unfortunately empty proposal Back to nothing knowing that this is exactly where I was betting that I would arrive! Cold philosophy that deprives me And the peep, is that all this shit motivates me The world will deny your runs until you show salary Don't judge my achievement if you haven't seen my suicide Today to lose yourself, just want to look at the shortcut And I I can not sleep It is to plant a seed in this invisible soil Walking without pessimism to the extent of the impossible I apologize to the dreamers on the way But yes, you will have to change the world alone [Bridge: Ninety] Ae, I wanted to make it clear that This song was written in a moment of weakness Don't listen to me [Verse 2: Ninety] It's not just me that my jobs' are on the track Following the goal to the letter, the focus is on working Being an optimist, you have to do more than a renaissance And something less than the achievement is to disappoint It's just that you were there, you saw how much I try Picking my own shards more than I picked cans The thing is that if it happened, it's all ours But if it doesn't turn out, it's all my fault Finally the inspiration returned But she always has sadness close I already know the apology I just don't know what to say if it happens here The worst thing is that I made more people believe it here And to see it here, something that I can't see, it's sad, fi When the dream doesn't let you sleep ... For fear It's a sign that it's turning into a nightmare And it hurts to have it, but it has to endure, surrender does not exist In the chest lies the “try”, soldier resists And the concerned and loving look of the relative Saying: “My son doesn't give up, he gives up” In, “a dream is just a dream” And I know they say that for my sake [Bridge: VK] And I will continue yes, but it is difficult here But it's difficult I will continue yes, but it is difficult here But it's difficult [Output] This look is the nudes of the soul Because everything is poetry but not everything is so poetic A dose of realism

Portuguese Letra da música

[Intro] Apresento a vocês... César MC! Eae, Curitiba! [Verso 1 : César MC] Merda, ainda tô no meu quarto Letra após letra, escrevendo até dar infarto Faço da praça um palco, então dane-se Se tem algo ao meu alcance, então eu vou fazer Conquista que falha, fogo de palha, money No olhar da coroa: "Não me decepcione" Microfone? Na rua Desodorante em casa Treinando e me lançando num voo sem asa Pois se eu falho nisso aqui a frustração engatilha Morre o plano do meu dom, trazer sustento à minha família Vai restar o "Eu sabia" "Te avisei, era utopia", "alertei... a vida é fria!” “Não tem sonho nem magia” Só trabalha, não confia! Microfone? Fantasia A esperança no "quem diria" virou lembrança, agonia A ideia de que eu podia virou "bem que eles me diziam” Conto de fadas, infelizmente proposta vazia Voltar pro nada sabendo que é exatamente onde apostaram que eu chegaria! Filosofia fria que me priva E o pio, é que essa merda toda me motiva O mundo vai negar seu corre até você mostrar salário Não julga minha conquista se não viu meu suicídio Hoje pra se perder basta querer olhar pro atalho E eu Eu não consigo dormir É plantar uma semente nesse solo invisível Caminhar sem pessimismo na medida do impossível Peço desculpas aos sonhadores no caminho Mas sim, tu vai ter que mudar o mundo sozinho [Ponte: Noventa] Ae, queria deixar claro que Essa música foi escrita em um momento de fraqueza Não me ouçam [Verso 2: Noventa] Não é só por mim que meus trampos 'tão na pista Seguindo a meta a risca, o foco é trabalhar Sendo otimista, tem que fazer mais que um renascentista E algo menos que a conquista é decepcionar É que cê tava lá, cê viu o tanto que eu me esforço Catando meus próprios caco mais do que catei latinha O bagulho é que se der deu, é tudo nosso Mas se isso não virar, a culpa toda disso é minha Finalmente a inspiração voltou Mas ela sempre tá com a tristeza perto Eu já até sei o pedido de desculpas Só não sei o que falar se acaso isso aqui der certo O pior é que eu fiz mais gente crer nisso aqui E ver nisso aqui, algo que se pá eu não vejo, é triste, fi Quando o sonho não te deixa dormir... Por medo É sinal que tá virando pesadelo E pesa tê-lo, mas tem que aguentar, rendição não existe No peito reside o “tentar”, soldado resiste E o olhar preocupado e amoroso do familiar Dizendo: “Meu filho não dá, desiste” Em, “um sonho é só um sonho” E eu sei que falam isso pro meu bem [Ponte: VK] E eu vou continuar sim, mas tá difícil aqui Mas tá difícil Eu vou continuar sim, mas tá difícil aqui Mas tá difícil [Saída] Esse olhar é o nudes da alma Pois tudo é poesia mas nem tudo é tão poético Uma dose de realismo

Letra de "Sonhos (Lado B)" por Venoza

[Intro]
Apresento a vocês... César MC!
Eae, Curitiba!

[Verso 1 : César MC]
Merda, ainda tô no meu quarto
Letra após letra, escrevendo até dar infarto
Faço da praça um palco, então dane-se
Se tem algo ao meu alcance, então eu vou fazer
Conquista que falha, fogo de palha, money
No olhar da coroa: "Não me decepcione"
Microfone? Na rua
Desodorante em casa
Treinando e me lançando num voo sem asa
Pois se eu falho nisso aqui a frustração engatilha
Morre o plano do meu dom, trazer sustento à minha família
Vai restar o "Eu sabia"
"Te avisei, era utopia", "alertei... a vida é fria!”
“Não tem sonho nem magia”
Só trabalha, não confia! Microfone? Fantasia
A esperança no "quem diria" virou lembrança, agonia
A ideia de que eu podia virou "bem que eles me diziam”
Conto de fadas, infelizmente proposta vazia
Voltar pro nada sabendo que é exatamente onde apostaram que eu chegaria!
Filosofia fria que me priva
E o pio, é que essa merda toda me motiva
O mundo vai negar seu corre até você mostrar salário
Não julga minha conquista se não viu meu suicídio
Hoje pra se perder basta querer olhar pro atalho
E eu
Eu não consigo dormir
É plantar uma semente nesse solo invisível
Caminhar sem pessimismo na medida do impossível
Peço desculpas aos sonhadores no caminho
Mas sim, tu vai ter que mudar o mundo sozinho

[Ponte: Noventa]
Ae, queria deixar claro que
Essa música foi escrita em um momento de fraqueza
Não me ouçam

[Verso 2: Noventa]
Não é só por mim que meus trampos 'tão na pista
Seguindo a meta a risca, o foco é trabalhar
Sendo otimista, tem que fazer mais que um renascentista
E algo menos que a conquista é decepcionar
É que cê tava lá, cê viu o tanto que eu me esforço
Catando meus próprios caco mais do que catei latinha
O bagulho é que se der deu, é tudo nosso
Mas se isso não virar, a culpa toda disso é minha
Finalmente a inspiração voltou
Mas ela sempre tá com a tristeza perto
Eu já até sei o pedido de desculpas
Só não sei o que falar se acaso isso aqui der certo
O pior é que eu fiz mais gente crer nisso aqui
E ver nisso aqui, algo que se pá eu não vejo, é triste, fi
Quando o sonho não te deixa dormir... Por medo
É sinal que tá virando pesadelo
E pesa tê-lo, mas tem que aguentar, rendição não existe
No peito reside o “tentar”, soldado resiste
E o olhar preocupado e amoroso do familiar
Dizendo: “Meu filho não dá, desiste”
Em, “um sonho é só um sonho”
E eu sei que falam isso pro meu bem

[Ponte: VK]
E eu vou continuar sim, mas tá difícil aqui
Mas tá difícil
Eu vou continuar sim, mas tá difícil aqui
Mas tá difícil

[Saída]
Esse olhar é o nudes da alma
Pois tudo é poesia mas nem tudo é tão poético
Uma dose de realismo